Kora Kanamari – liderança do povo indígena Kanamari do Vale do Javari (AM), Brasil.Kora Kanamari – liderança do povo indígena Kanamari do Vale do Javari (AM), Brasil. © K Kanamari

Kora Kanamari é uma liderança do povo indígena Kanamari do Vale do Javari (AM), região que possui a maior concentração de povos indígenas isolados do mundo.

Ele faz parte dos Guardiões da Floresta, um grupo organizado pelos povos indígenas do Vale do Javari para proteger sua terra diante da crescente invasão de pescadores, caçadores e madeireiros ilegais.

Eles estão realizando um financiamento coletivo para poderem realizar esse trabalho.

"Nós, povos indígenas do Vale do Javari, clamamos e pedimos socorro para o mundo todo. Pedimos para o mundo todo que nos socorram, que nos apoiem. Porque o Vale do Javari é a segunda maior terra indígena do Brasil, com a maior biodiversidade e impacto do planeta, com o maior número de povos autônomos da floresta - indígenas isolados - do mundo.

Tudo o que nós fazemos é lutar pelo nosso território. Porque o nosso território é nossa casa. E é garantido na Constituição Federal o direito de nós vivermos em paz.

Nós clamamos para o mundo sobre os crimes que vêm acontecendo conosco, povos indígenas. Tudo isso cometido e transmitido pelo ódio, pela violência do próprio Presidente da República, Jair Bolsonaro. Nos últimos tempos, nem os brasileiros - que são os parentes do Bolsonaro - têm uma vida digna, uma vida de paz. De Norte a Sul do Brasil, a crueldade é cada vez mais grande, tem crescido.

Mas nós vamos defender, sempre vamos lutar pela nossa Amazônia, pelo nosso território, Porque nós somos a Amazônia, nós somos a floresta, a água, a terra, o ar. Nós somos. Porque sem nós, povos indígenas, a Amazônia já tinha sido destruída, então merecemos respeito. Merecemos a paz. E os direitos, para a gente poder ter essa liberdade de reivindicar os nossos direitos.

Por fim, eu digo a vocês: o sumiço do Bruno e do Dom Phillips, isso não foi apenas mais uma pessoa que se foi, e essas pessoas não foram simplesmente uma pessoa, foram grandes parceiros nossos, dos nossos irmãos e dos nossos parentes. Porque eles trabalhavam para defender o nosso território. Então, nós clamamos para o mundo que queremos justiça perante o crime que ocorreu, e por isso nós vamos lutar até o último indígena."

Junho de 2022.

 

Compartilhe

  • Facebook
  • WhatsApp
  • Copy